Baixa Libido: O que causa e como aumentar

A baixa libido pode vir de diversos fatores externos e internos. Isso pode ir de estresse, ansiedade, uso de medicamentos, problemas no relacionamento e até mesmo sexo sem orgasmo. Por mais que uma pessoa faça sexo, nem sempre isso significa que a libido está boa. Às vezes, a falta de prazer nas relações sexuais podem desanimar a pessoa e a vontade de ter essas relações vai diminuindo. Assim, é de extrema necessidade identificar a causa da libido baixa primeiro, para que assim seja possível encontrar o melhor meio de aumentá-la novamente.

Você deve estar se perguntando: libido baixa o que fazer? Como aumentar o libido? Para isso, existem diversas soluções, dependendo da causa do libido baixo. O autoconhecimento do corpo e da mente, alimentos afrodisíacos, métodos que aceleram o metabolismo, como realizar exercícios físicos, entre outros, são algumas das soluções. Vejamos mais causas e soluções a seguir!

 

O que é libido e como ela é provocada no organismo?

A baixa libido pode ser algo muito comum entre as pessoas e é de extrema importância cuidar desse lado da saúde. A libido nada mais é do que a vontade sexual do ser humano. Do latim, libido significa desejo.

De acordo com cientistas da área, a libido tem diferentes tipos e se manifesta de diferentes formas nas pessoas. Quando sentimos a libido baixa, é importante prestar atenção. A prática sexual está relacionada com muitos benefícios no nosso corpo, portanto, é necessário ficar de olho nos sinais que nosso corpo dá.

Dentre as vantagens de manter uma vida sexual ativa, estão proteção cardiovascular, melhora do sono e até mesmo controle da sensação de dor. Mas claro, a vontade de fazer sexo tem que existir de maneira saudável na vida de cada um. A testosterona nos homens e a estrogênio nas mulheres são os hormônios que controlam a libido.

Assim, a testosterona é o responsável pelo crescimento da barba, engrossamento da voz e aumento da massa muscular, além de ser o que estimula a produção de espermatozoides nos homens. Já o estrogênio é um tipo de molécula de gordura, um feito de colesterol, que abre portas para a comunicação das células do corpo. Normalmente, está presente no corpo das pessoas que menstruam, mas não é uma regra.

Por isso, em determinados períodos do mês, as mulheres têm a libido mais alta e em outros momentos, mais baixa. O período fértil normalmente é quando o desejo sexual aumenta na mulher e na menopausa, por exemplo, a libido baixa.

 

Veja aqui: soluções libido baixo | Foto: Freepik

 

O que é falta de libido?

A libido baixa é quando não há desejo sexual. Quem está com a libido baixa não vê graça em relações sexuais ou até mesmo na masturbação. Assim, prestar atenção no seu corpo e nos seus desejos é muito importante.

Se você era uma pessoa ativa sexualmente e percebeu que esse desejo sexual está sumindo, é importante dar mais atenção ao seu corpo. Ou ainda, se você é do tipo que tem constantemente períodos longos de desinteresse sexual, nem sempre isso é algo saudável.

Depois de perceber isso, provavelmente chovem buscas como: “libido baixa o que fazer” ou “soluções libido”. Mas não se desespere, separamos as causas e soluções detalhadas para você, continue lendo!

 

Quais são as principais causas?

Aqui, vamos detalhar as principais causas da libido baixa:

Problemas emocionais

 

Estresse

O estresse é um dos grandes vilões da baixa libido. Ele pode ser por causa de uma rotina de trabalho pesada, por exemplo. Isso causa exaustão e impede o desejo sexual. O estresse prejudica o sistema nervoso autônomo, que nos homens afeta a ereção e a ejaculação, e nas mulheres é ligado aos tecidos nervosos responsáveis pela produção de muco, ou seja, a lubrificação.

 

Desequilíbrio emocional

Os hormônios testosterona e estrogênio, como já mencionados, estão ligados ao desejo sexual nos homens e mulheres, respectivamente. Quando há abalos emocionais, o nível desses hormônios é alterado e, quando abaixam no organismo, há pouco ou nenhum interesse em sexo.

 

Ansiedade

A ansiedade é um total desequilíbrio do emocional e consequentemente dos hormônios relacionados à libido e ao nível de neurotransmissores.

 

Depressão

Da mesma forma que a ansiedade, a depressão tira todo o corpo, mental e fisicamente, do equilíbrio. A tristeza, o desânimo, aquela falta de interesse em qualquer coisa, com certeza afeta o desejo sexual. Esse distúrbio causa a diminuição da dopamina no cérebro, que libera serotonina, que é muito importante para a libido, pois traz a sensação de prazer e saciedade.

 

Traumas emocionais

Quando uma pessoa é marcada por uma situação traumática, seja uma violência ou medos e inseguranças, a libido baixa é uma consequência. Não haverá desejo ou interesse em práticas sexuais se sua saúde mental está abalada.

 

Impotência sexual

A impotência sexual causa a dificuldade de ter ou manter uma ereção. Isso pode ocasionar insegurança e frustração, portanto, há falta de libido.

 

Uso de medicamentos

O uso de medicamentos está diretamente relacionado com a libido baixa. Os antidepressivos, por exemplo, aumentam a dopamina que produz serotonina do cérebro, justamente para trazer a sensação de alegria e bem-estar. Porém, quando esses níveis já estão sendo controlados pelo medicamento, o interesse sexual diminui, já que não é necessário de serotonina.

Pílulas anticoncepcionais também podem estar desse lado ruim da história. Seu uso diminui os níveis dos hormônios sexuais e ocasionam a baixa libido. Outros medicamentos que afetam a libido: anti-hipertensivos como beta bloqueadores, diuréticos, medicamentos para a próstata e queda de cabelo, anti-histamínicos e opióides.

 

Menopausa e melhor idade

A menopausa e a fase pré-menopausa desequilibram os hormônios das mulheres, devido à diminuição constante da produção de hormônios andrógenos, o que causa baixa libido.

Durante essa terceira fase da vida, tanto em homens quanto mulheres, é normal que os níveis desses hormônios sexuais diminuam nos idosos.

 

Dor na relação sexual

Quando há dor ou desconforto, é normal que o interesse em continuar tendo relações sexuais desapareça. Isso acaba causando a baixa libido.

 

Sexo sem orgasmo

Parecido com o item anterior, uma relação sexual sem prazer pode causar desinteresse. Por isso, o sexo sem orgasmo pode causar falta de libido.

 

Problemas no relacionamento

Relacionamentos que estão passando por períodos conturbados, nos quais há falta de atração no parceiro, muitas brigas e desentendimentos, causa a falta do desejo sexual.

Além disso, relacionamentos muito longos também podem sofrer com esse problema, já que por estarem juntos por muito tempo, não há estímulos como no início da relação, causando a libido baixa.

 

Como aumentar a libido? 

Muitas pessoas têm vergonha de falar sobre a baixa libido, mas isso não é um motivo para se envergonhar. O desejo sexual é algo que tem que surgir naturalmente, e é importante estar bem tanto psicológica quanto emocionalmente.

É sempre válido procurar um profissional, seja médico, psicólogo, terapeuta corporal e sexual, terapeuta tântrico, sexólogo, já que a libido baixa pode ser algo angustiante.

Enquanto isso, existem algumas soluções simples que podem ajudar nessa busca pelo desejo sexual. Depois de entender as causas e identificá-las, vamos às soluções para libido baixa:

 

Autoconhecimento

Conhecer seu corpo, entender seus desejos e necessidades, perceber o que não está bem e o que está, é de extrema importância para que sua mente fique mais equilibrada e a libido possa aparecer. Receber uma sessão de massagem tântrica é uma ótima dica, além de trabalhar com sua energia sexual e aumentar os hormônios do prazer pode te auxiliar no auto-conhecimento corporal e interesse genuíno pela sexualidade e prazer.

 

Fazer exercícios físicos

Praticar atividades físicas regula o físico e o emocional do corpo. Há melhora do condicionamento, da disposição e ainda autoestima.

Ao fazer exercícios físicos, o corpo libera os hormônios do prazer, energia e bem-estar, como adrenalina, noradrenalina e endorfina. Isso com certeza vai refletir nos outros pontos da sua rotina e você vai perceber mais ânimo e disposição. Assim, o desejo sexual pode reaparecer.

 

Não deixe de ter seu lazer

Faça o que você gosta! Ande de bicicleta, pratique pintura, vá ao cinema, assista a séries, cozinhe algo gostoso, mas não deixe de se entreter e de se divertir.

É muito importante para a saúde mental ter esse tempo fora da rotina, apenas para se sentir bem. Isso consequentemente vai diminuir a exaustão e trazer o equilíbrio novamente.

 

Alimentação saudável

É importante cuidar do seu corpo de dentro para fora. Uma alimentação saudável também está extremamente relacionada à sua disposição e ânimo para as coisas boas da vida.

Uma alimentação carregada de açúcar, gorduras ou até mesmo ingerir muita cafeína pode atrapalhar o desejo sexual e o seu desempenho na prática.

Procure sempre uma alimentação balanceada e rica em nutrientes. Não se esqueça de se hidratar sempre também! Além disso, existem alimentos afrodisíacos que podem ajudar a acabar com a baixa libido.

Outras formas de aumentar a libido:

  • Melhorar a lubrificação íntima;
  • Diálogo com o(a) parceiro(a);
  • Dedicar mais tempo ao(à) parceiro(a), fazendo novos programas;
  • Tomar sol por um tempo, nas horas certas do dia.

Alimentos afrodisíacos

Como citado anteriormente, uma das soluções para vencer a baixa libido é a alimentação saudável. Assim, existem alguns alimentos que são considerados afrodisíacos pois aumentam a disposição, o desejo e o desempenho do organismo. Além disso, auxiliam na produção dos hormônios sexuais e melhoram a circulação sanguínea.

 

Incrível, né? Conheça alguns desses alimentos na lista abaixo:

Pimenta

Responsável por aumentar a temperatura do corpo, acelerar os batimentos cardíacos e melhorar a circulação.

Ginseng

Aumenta o desejo.

 

Banana

As frutas, em geral, são grandes alimentos afrodisíacos. A banana é rica em vitaminas do complexo B, potássio e magnésio, e isso estimula a produção de hormônios sexuais masculinos.

 

Beterraba

A beterraba incentiva a produção de óxido nítrico. Essa substância é responsável por relaxar os vasos sanguíneos e regular a pressão sanguínea. Assim, a dilatação dos vasos fica facilitada e a circulação do sangue aumenta, fazendo a libido crescer.

 

Chocolate

O chocolate ajuda a aumentar a produção de serotonina, aquele hormônio do bem-estar. É preferível opções com mais de 70% de cacau. Além disso, é rico em alcaloide, um hormônio que auxilia no aumento da libido.

 

Mel

Aumenta o desejo, estimulando a produção de hormônios sexuais.

 

Morango

Melhora a circulação e é rico em vitamina C e potássio. Experimente juntá-lo com o chocolate e terá uma ótima opção de alimentos afrodisíacos.

 

Canela

Pode estimular a circulação sanguínea, aumentar o desejo e ainda tonificar o corpo.

 

Alecrim

Com ação revigorante, também estimula o desejo sexual. É bastante utilizado para combater a impotência sexual.

 

Catuaba

Também é responsável por aumentar o desejo, tonificar os músculos e ainda diminuir o cansaço.  Com certeza é uma ótima opção para combater a baixa libido.

Centro de Massagem Tântrica em São Paulo.

Estamos localizados no bairro Jardins em São Paulo, Campinas e Brasília. Conheça os nossos serviços e nosso time de terapeutas que vão te ajudar.

Open chat