Vivências Tântricas para Mulheres

Tantra para mulheres

Tantra para Mulheres

Vivências Tântricas para Mulheres
Uma filosofia libertadora para quem quer ser/existir de dentro para fora!

Utilizada para nomear uma filosofia comportamental, a palavra sânscrita “Tantra” é a junção dos termos “Tan”, que significa “expansão”, e “Tra”, que quer dizer “libertação”. Ela pode ser traduzida como “libertação por meio da sabedoria”.

Tendo o Tantra esse caráter libertário, ele é anti-repressivo por natureza e demasiado orgânico para ser aceito em sociedades onde o machismo é extremo.

Nas culturas machistas, a sexualidade, as emoções e a mente feminina são formatadas por crenças, princípios e procedimentos de repressão, que condenam e rejeitam as mulheres que ousam sentir prazer.

Tais sociedades impõem para as mulheres que se aventuram pelas vias do prazer um pesado fardo repleto de se sentimentos como os de:

• Culpa
• Pecado
• Vergonha
• Desonra

Ao estigmatizar as mulheres dessa forma, as sociedades repressoras impedem que elas cresçam em sabedoria de dentro para fora e se libertem; em outras palavras, impedem que a energia vital – Prana – floresça a partir delas.

Ora, se todas as coisas dessa vida surgem e se desenvolvem de dentro para fora, então por que é que com as mulheres a ordem se inverte e tudo tem que ser imposto do alto de algum tipo de poder para baixo?

Há algo de errado e doente em culturas repressivas assim. A mulher tem o direito de sentir prazer e, mais do que isso, de ser livre como o vento. O Tantra , nesse contexto, é uma filosofia libertadora.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp Logo